Twitter Updates

    Cartéis, Trustes e Holdings

    Confira também outros artigos do Blog! Clique aqui



    Cartel: Associação entre empresas do mesmo ramo de produção com objetivo de dominar o mercado e disciplinar a concorrência. As partes entram em acordo sobre o preço, que é uniformizado geralmente em nível alto, e quotas de produção são fixadas para as empresas membro. No seu sentido pleno, os cartéis começaram na Alemanha no século XIX e tiveram seu apogeu no período entre as guerras mundiais. Os cartéis prejudicam a economia por impedir o acesso do consumidor à livre-concorrência e beneficiar empresas não-rentáveis. Tendem a durar pouco devido ao conflito de interesses.
    Holding: Forma de organização de empresas que surge depois de os trustes serem postos na ilegalidade. Consiste no agrupamento de grandes sociedades anônimas. Sociedade anônima é uma designação dada às empresas que abrem seu capital e emitem ações que são negociadas em bolsa de valores. Neste caso, a maioria das ações de cada uma delas é controlada por uma única empresa, a holding. A ação das holdings no mercado é semelhante a dos trustes. Uma holding geralmente é formada para facilitar o controle das atividades em um setor. Se ela tiver empresas que atuem nos diversos setores de um mercado como o da produção de eletrodomésticos, por exemplo, abocanha gordas fatias desse mercado e adquire condições de dominar seu funcionamento.
    Truste: Reunião de empresas que perdem seu poder individual e o submetem ao controle de um conselho de trustes. Surge uma nova empresa com poder maior de influência sobre o mercado. Geralmente tais organizações formam monopólios. Os trustes surgiram em 1882 nos EUA, e o temor de que adquirissem poder muito grande e impusessem monopólios muito extensos fez com que logo fossem adotadas leis antitrustes, como a Lei Sherman, aprovada pelos norte-americanos em 1890.

    http://br.answers.yahoo.com/question/index?qid=20071021115316AAoI0re

    Autores: Olga Maria A. Fonseca Coulon e Fábio Costa PedroApostila: Dos Estados Nacionais à Primeira Guerra Mundial, 1995, CP1-UFMG

    CARTÉIS, TRUSTES E HOLDINGS

    A partir de 1870, a fusão de empresas em conseqüência das crises ou do livre jogo do mercado, no qual as mais fortes e hábeis absorviam as menores, acarretou uma concentração do capital em grau muito mais elevado do que anteriormente, causando importantes modificações no funcionamento do sistema capitalista. Surgiram as grandes corporações industriais e financeiras, denominadas "cartéis", "trustes" e "holdings", que caracterizam o chamado capitalismo "monopolista" (*) substituindo o capitalismo liberal da livre concorrência.
    0 cartel é constituído por várias empresas independentes do mesmo ramo que se reúnem a fim de estabelecer acordos sobre preços e produção para cada empresa que, entretanto, mantém sua autonomia. O cartel reparte os mercados de venda, fixa a quantidade de produtos a fabricar, determina os preços e distribui os lucros entre as diferentes empresas. A concorrência transforma-se em monopólio do grupo.
    Esse tipo de associação foi muito usado na Alemanha e no Japão, incentivado pelos respectivos governos, os grandes impulsionadores da industrialização nesses países. A cartelização foi considerada essencial para o desenvolvimento econômico e uma proteção à concorrência da indústria estrangeira. Na Inglaterra e na França, havia leis que protegiam o consumidor da ganância dos produtores, ficando os cartéis mais ou menos a margem da lei, ora tolerados pelo Estado, ora perturbados por ele.
    Nos Estados Unidos, a legislação em vigor proibia a eliminação da chamada competição "justa" e igual entre as empresas, impedindo acordos de preços e de mercados. Por essa razão, a organização de cartéis não era permitida, favorecendo a formação do truste, associação que resulta da fusão de várias firmas que representam fases sucessivas da elaboração de uma matéria prima numa única empresa. (Por exemplo, a fundição do minério de ferro, a transformação do ferro fundido em aço e a produção de determinados artigos de aço).
    0 truste procura obter o controle total da produção, desde as fontes de matérias primas até a distribuição da mercadoria, dispondo assim da oferta e dos preços. Os métodos para a formação desses conglomerados eram muitas vezes o suborno ou a guerra comercial que consistia em baixar artificialmente o preço das mercadorias até derrotar a(s) firma(s) concorrente(s) para depois incorporá-la(s) e fixar os preços à vontade.
    Os trustes e os cartéis predominaram nos setores que exigiam maior tecnologia e inversão de capitais, como eletricidade, aço e petróleo. Reuniam fabricantes de aço, trilhos, produtos químicos (como o enxofre, na Itália e o potássio, na Alemanha), lâmpadas elétricas, dinamite, transporte marítimo (impondo os fretes em rotas específicas) etc.
    Nos Estados Unidos, a indústria de material elétrico era dominada por duas grandes empresas: a General- Electric Company (resultado da fusão, em 1892, das empresas Édison General Electric com a Thomson Houston) e a Westinghouse Electric Company. Na Alemanha, foi fundada em 1847 a Siemens, que cresceu como empresa absolutamente independente e que é hoje umas das maiores empresas do mundo em valor de vendas.
    Em 1882, o grupo Rockefeller, que já era detentor do monopólio do petróleo em uma vasta região dos EUA, foi reestruturado como um truste, dando origem à Standart Oil, hoje EXXON, com controle direto de pelo menos 40% da produção de petróleo do mundo capitalista e 35% de seu consumo. No início do século XX, destacaram-se nos Estados Unidos dois gigantes do aço, a United States Steel, resultante da fusão de doze siderúrgicas e a Bethlehem Steel, uma holding de cerca de 50 fabricantes de aço. Em 1907, a Dupont já controlava 64 fábricas de pólvora. A General Motors nasceu em 1908, a partir da fusão de cinco empresas, formando, ao lado da FORD, outra grande produtora de veículos.
    Mais complexos do que os trustes são as chamadas holdings, surgidas em fins do século XIX. A holding é uma empresa de administração que coordena as diversas outras empresas do grupo, embora seja assegurada a aparente autonomia das mesmas.

    Autores: Olga Maria A. Fonseca Coulon e Fábio Costa Pedro Apostila: Dos Estados Nacionais à Primeira Guerra Mundial, 1995, CP1-UFMG
    http://br.geocities.com/fcpedro/capit02.html



    Cartel: seria o acordo firmado entre empresas do mesmo ramo, afim de estabelecer o preço de uma mercadoria x, controlando o produto. ex:opep, Cartel do cimento no Brasil e do aço nos Estado Unidos.

    Truste: Conglomerado de empresas de um só dono, atuando em setores diversos da economia. ex: grupo Bradesco, grupo globo, grupo Silvio Santos e Grupo Votorantim.
    Holding: Forma de oligopólio, no qual é criada uma empresa para administrar um grupo delas que se uniu com o intuito de promover determinada oferta de produtos e serviços. Deca: Oferece bides, chuveiros, pias, mictórios entre outros. Poll: Forma embrionária de cartel, onde várias empresas mantém serviços comum a todos ex: escritório de assistência técnica

    http://pt.shvoong.com/business-management/entrepreneurship/1820239-cartel-truste-holding-conglomerado-pool/

    43 comentários:

    Lu disse...

    Muito bom o resumo sobre cartéis, truste e holding. Material bem elaborado e de fácil entendimento

    Anônimo disse...

    Égua Ivan! tu merece minha irmã de 20...20 filhos. valew pelo texto, muito bom.

    neybyanny disse...

    OI prof parabéns pelo educador que és o admiro muito obrigada por está me ajudando nesse desafio que espero conquistar............
    Neyby

    Anônimo disse...

    Excelente material. Fácil entendimento e detalhamento na explicação. Muito bom! Valeu professor.

    Sócrates disse...

    Professor, não; professora!
    Foi a Patrícia quem escreveu isto, gente.

    jessica Ideal(medicina) disse...

    valei professor !
    texto incrivel...obrigado por se preocupar com o povo q é vestibulando

    Pedro Henrique disse...

    Mto bom mesmo!!!
    Agora sim entendi esse conteúdo de forma prática e rápida!
    Havia errado uma questão na prova da UERJ 2011 sobre esse assunto e esse conteúdo me ajudou a entender o motivo de meu erro!!!
    Parabéns!!!

    leticia disse...

    valeu ,ajudou mtto !!!!!!!!!!
    meu trabalho de casa ta feito!!!

    Anônimo disse...

    ótimo entendimento...parabéns.

    Anônimo disse...

    rsrs

    Anônimo disse...

    O quer saber que tema"Truste catel" nesse como tipo?

    ªªªªªªªªªªJOELM@ªªªªªªªªªªªª disse...

    muito bom o conteudo só faltou exemplos de empresas de carteis, trustes, e holding.

    Anônimo disse...

    voce deveria dar exemplos de truste, cartel e holding por que eu nao estou achando na internet

    Anônimo disse...

    tendi nada ;s

    Anônimo disse...

    este texto precisa de introdução e conclusão

    Anônimo disse...

    ta mei complicadim

    Anônimo disse...

    carteis- um grupo de empresas entram num acordo sobre o preço
    trustes-e quando uma empresa controla todas etapas de uma mercadoria
    EX:uma empresa produz roupa de seda e a seda!
    holding- controle de ações/uma empresa controla a maior parte das ações de outra empresa

    Anônimo disse...

    vlwwwwwwww fico melhor

    Anônimo disse...

    gostei muito da explicaçao simple é clara de intenter

    Anônimo disse...

    leve mais a serio seu trabalho, esta de dificil entendimento, grato.

    Anônimo disse...

    Gostei bastante! Muito bom, parabéns pelo trabalho!

    Anônimo disse...

    Otimo trabalho! Parabéns

    Felipe Mourão disse...

    ótimo material .Deu para aprender!!



    quero salientar aqui dois exemplos de holding e truste atualmente.

    holding: fusão da insinuante e ricardo eletro : Máquinas de venda -> http://economia.uol.com.br/ultimas-noticias/valor/2010/03/29/uniao-insinuante-ricardo-eletro-pode-dobrar-de-tamanho-em-4-anos.jhtm


    truste : fusão da sadia e perdigão http://www.blogintellectus.com.br/geografia/index.php/2011/07/fusao-sadia-perdigao/

    Anônimo disse...

    muito bom!!!!!

    Anônimo disse...

    +ou-

    Anônimo disse...

    "Nos Estados Unidos, a legislação em vigor proibia a eliminação da chamada competição "justa" e igual entre as empresas, impedindo acordos de preços e de mercados."

    Não entendi a parte em que se afirma que a legislação PROIBIA a Eliminação da chamada competição igual entre as empresas, sendo que depois se afirma impedir acordo de preços e mercados, podem me explicar?.

    Anônimo disse...

    Ótimo o resultado dos carteis, trustes e Holding parabéns!Ficou ótimo,Thanks!!

    Anônimo disse...

    Me de exemplo de cartel?

    Anônimo disse...

    nossa me ajudou muito

    Anônimo disse...

    Adorei você é d+ parabéns

    Anônimo disse...

    Você é bom!

    Anônimo disse...

    nossa muito bem explicado.... parabéns

    roberth pedroso disse...

    muito esclarecedor, otimo material!!

    Anônimo disse...

    excelente material.
    e os exemplos citados facilitam ao entendimento

    Anônimo disse...

    muito bom resolvi meu trabalho!!

    Anônimo disse...

    Sussa fácil de mais de entender ctrl+c ctrl+v e imprimir o trabalho kk tirei nota máxima !

    Anônimo disse...

    muito bom adorei parabens:D

    Anônimo disse...

    Não entendi nada,deveria dar exemplos de cada um e tem palavra errada tbm .. :s

    Bruno Cristovao disse...

    vlw professor

    Anônimo disse...

    muitoo bom pra nois ke vamo na escola adorei muito

    Anônimo disse...

    bom material

    Anônimo disse...

    ótimo entendimento o texto passa a seus leitores , Parabéns ! ><

    Anônimo disse...

    muito bom

    Postar um comentário

     
    Cursinho da Poli - USP 2011 © 2010 | Sócrates Lopes | Topo da página